8.3.16

Apresentação Musical de Mila Felix: Como Destiny's Child ativou meu "Girl Power".

Noite paulistana, Vila Madalena, 2002.



00:30 horas, lista de descontos encerrada... paciência!
Mas eu gostava de chegar nessa hora... o clube já estava bem cheio... o DJ da noite era o próximo a tocar!
Direto para o banheiro para conferir os últimos detalhes do look e retocar o make para noite que prometia... mas será que iria cumprir?
Última olhada no espelho, aqueles mantras internos para reforçar a auto-estima: "Você está linda! É lógico que ele vai ficar com você... Postura! Estufa o peito e empina a bunda... Vai, garota!"
Muito poder em cima do salto, saí pra pista!
Encontro o grupo de amigos e boy... o DJ muito inspirado só tocava as melhores, justamente aquelas em que eu não conseguia ficar parada. Vou buscar  o refri, volto... alguns amigos dispersaram. Acho que é hora do romance!
Os olhos procuram pelo boy... e acham ele... com outra!


Um buraco negro podia abrir no meio da pista... só pra eu sumir!
Numa sincronicidade de acontecimentos: uma amiga percebeu o ocorrido e me puxou pra pista para a gente dançar a preferida... o DJ riscou e na sequência entrou:

Now that you're out of my life - I'm so much better
You thought that I'd be weak without you - But I'm stronger
You thought that I'd be broke without you - But I'm richer
You thought that I'd be sad without you - I laugh harder
You thought I wouldn't grow without you - Now I'm wiser
Though that I'd be helpless without you - But I'm smarter
You thought that I'd be stressed without you - But I'm chillin'
You thought I wouldn't sell without you - Sold 9 million

Agora que está fora de minha vida, estou muito melhor | Você pensou que eu estaria fraca sem você, mas estou mais forte
Você pensou que eu estaria falida sem você, mas estou mais rica | Você pensou que eu estaria triste sem você, eu rio mais
Você pensou que não cresceria sem você, agora estou mais sábia | Você pensou que eu estaria desamparada sem você, mas estou mais esperta
Você pensou que eu estaria mais estressada sem você, mas estou tranquila | Você pensou que eu não conseguiria vender sem você, vendi 9 milhões

I'm a survivor (What?) - I'm not gon give up (What?)
I'm not gon stop (What?) - I'm gon work harder (What?)
I'm a survivor (What?) - I'm gonna make it (What?)
I will survive (What?) 
 Keep on survivin'!

Os passos não ficaram sincronizados como de costume... o olhar também ficou sem brilho; mas pela primeira vez tive uma outra compreensão da música... e era exatamente o que eu precisava ouvir naquela hora. Esse foi um daqueles momentos especiais em que você tem a música como amiga conselheira. Sim... o lance tinha muito amor envolvido, mas eu precisava "keep on survivin"!

Fiz como a música sugeriu... vieram outros amores, novas decepções e muitos ensinamentos sobre auto-estima e poder feminino. Alguns deles embutidos nas linhas de Destiny's Child!

"Survivor" 



Desde o lançamento do álbum em 2001, imaginem quantas meninas absorveram a mensagem abrangente de empoderamento feminino, de liberdade e estabilidade financeira?

"Bills, Bills, Bills"



Essa é de 99, quando LeToya Luckett e LaTavia Roberson ainda era integrantes da girl band. O clipe, todo em rosa "pussy pink" já anuncia o tom do discurso.
Alguém já ouviu ou passou por algo semelhante?

         "Começamos muito bem 
Me levava para lugares em que eu nunca estive 
Mas agora, você está ficando confortável 
Não está fazendo mais como que você fazia
Você está lentamente me fazendo pagar pelas coisas 
Seu dinheiro deve estar passando por outras mãos 
E agora você pede para usar meu carro
Anda com ele o dia inteiro e não enche o tanque 
E você tem a audácia 
De pisar em mim 
Pedir para eu liberar algum dinheiro 
Até receber o cheque na próxima semana 

                                                                             Refrão 

                                                      Você pagou minhas contas? 
Você pagou minhas contas de telefone? 
Você paga minhas contas do carro? 
Se você tivesse feito, então talvez pudéssemos relaxar 
Mas eu acho que você não fez 
Então, você e eu estamos terminados!" 

A canção feminista tocou tanto que alcançou o topo da Billboard. Foi a primeira do grupo a conseguir este feito. Conseguiu também cumprir a missão de ensinar as meninas a dar um passa fora em namorado encostado!

"Say My Name"



Alguns relacionamentos já começam a ganhar sinal vermelho nos pequenos detalhes: o boy não andam de mãos dadas, não te apresenta na roda, conversa contigo ao telefone sem dizer seu nome... e você? desliga e fica com aquela dúvida pesada por dias?
Não! Você diz: Me respeita... me chame pelo nome e sobrenome em alto e bom som!

"Independent Women Part 1"



A canção foi nada menos que a trilha sonora do filme Charlie's Angels [As Panteras].
A letra ensina que as mulheres não precisam de homens para cuidar de si mesmas, nem quando o quesito é dinheiro.

 “Pergunta:
Diga o que você acha de mim
Eu compro meus próprios diamantes e compro meus próprios anéis
Seu celular toca somente quando eu me sinto sozinha
Quando tudo isso acabar, por favor levante-se e saia
Pergunta: 
Diga o que você sente sobre isso
Tente me controlar, garoto você é dispensado
Banco a minha diversão, oh e eu pago minhas próprias contas
Sempre meio a meio em relacionamentos

Refrão

Todas as mulheres que são independentes
Joguem suas mãos pra cima
Todas as queridas que fazem seu próprio dinheiro
Joguem suas mãos pra cima
Todas as mamães que ganham dólares
Joguem suas mãos pra cima
Todas as mulheres que realmente me entendem
Joguem suas mãos pra cima"

O single atingiu o número um na Billboard Hot 100, enquanto o filme enchiam as salas de cinemas norte-americanas. 


A canção mais carinhosa das DC's... The Story of Beauty transmite a sensação de um abraço carinhoso, e foi dedicada as meninas que abusadas sexualmente.  

"Não chore, você é linda
Não é culpa sua, jovem garota
não chore, você está linda
Você não é o único culpado
Logo ele vai ficar bem
Um dia você vai perceber
sua beleza

Não segure a sua cabeça para baixo baixo
Você tenho tanto, tanto, tanto, tanto, tanto para se orgulhar
Você ainda pode viver a sua vida
Eu prometo que você vai sobreviver
Menina, eu te amo
Você é linda"


"Girl"


Como uma transição pessoal da adolescência, ‘Destiny Fullfiled’ foi um álbum maduro em diversos sentidos, inclusive no conteúdo lírico.
2004 e as DC's já se falava sobre uma palavra conceitual que conhecia há pouco: SORORIDADE, ou irmandade feminina.
Os problemas são quase os mesmos, mas você não vai criticar... só vai dar colo à sua "girl".

"Menina, você não precisa se esconder
Eu sei o que você está sentindo menina
Não tenha vergonha de dizer que ele te machucou
Eu sou sua amiga, você é minha amiga, somos amigas
Você não sabia que te amamos?"




Destiny's Child marcou minha pós-adolescência - daí vocês podem calcular minha idade - ditaram moda, estilo de vida e conceitos feministas:

 . O poder feminino é pontencializado quando agimos juntas e com amor de uma pela outra.
 . Uma mulher não deve aceitar menos amor do que ela merece; deve exigir respeito e reciprocidade em um relacionamento.
 . Uma mulher deve se esforçar para não depender de nenhum homem.
 . Uma mulher pode e deve se sentir sensual. Não importa a idade, cor, peso ou classe social. Basta liberar a Beyoncé interna e acreditar na sua autoestima.
 . Uma mulher pode vestir o que quiser; se ela sente bem está tudo OK e ninguém deve avançar sinal nenhum por conta disso.